6 October 2015

Federação vai ser recebida pelo IMT

A Federação Portuguesa do Táxi (FPT) vai ser recebida pelo Instituto da Mobilidade e dos Transportes, IP (IMT) no próximo dia 13 de outubro, em Lisboa.
Article Image

A FPT vai apresentar aos responsáveis do IMT as decisões que o Setor do Táxi tomou no passado dia 19 de Setembro, aquando da Reunião Nacional realizada em Lisboa.
Entre os assuntos a abordar, a Federação pretende questionar o IMT sobre os clandestinos que operam por todo o País. “É sabido que há táxis licenciados para as aldeias e concelhos do interior que estão em atividade ilegal nos grandes centros urbanos. A licença é válida apenas para os serviços nos concelhos para os quais estão licenciados, pelo que é escandaloso vermos viaturas táxi a operar em Lisboa, deixando sem táxi as populações dos locais para onde estão licenciadas e agravando a já difícil situação do Setor em cidades como Lisboa, Porto, Coimbra e Faro”, reclama Carlos Ramos, presidente da FPT.
“A Federação exige mais fiscalização também sobre o serviço dos chamados “animadores turísticos” (tuc tuc e outros), bem como sobre a atividade ilegal da UBER”, sublinha Carlos Ramos.
O caderno reivindicativo, aprovado pela Reunião Nacional do Setor e que agora será apresentado ao IMT, é mais vasto e algumas das questões que aborda são já do conhecimento do Instituto.
“Queremos uma resposta urgente e clara para estas matérias, uma vez que aos industriais e profissionais do táxi tudo é exigido, sem que se resolvam as irregularidades e ilegalidades dos concorrentes desleais, que continuam impunes”, afirma o presidente da FPT.

Não perca o próximo número da Revista Táxi!

Voltar à Homepage

Back to Top